Zezinho comemora desistência do ciclo único

Zezinho durante reunião na escola Suely Machado

Os alunos das escolas “Orlik Luz” e “Suely Machado” comemoraram muito, na sexta-feira, a decisão do governado do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, de desistir da implantação do ciclo único no ensino público paulista. No Estado todo, cerca de 200 escolas estavam ocupadas. Neste sábado, nas duas unidades, o clima era de tranquilidade.

O vereador Zezinho Cabeleireiro (PPS) comemorou o desfecho da história. Ele chegou a propor, com apoio de alguns colegas de plenário, uma Moção de Protesto contra as mudanças apresentadas pelo governo. “Acho que foi um erro desde o início. Tanto que o secretário de Educação do Estado pediu demissão. Foi um desgaste desnecessário à gestão do governador”, afirmou o parlamentar.

Segundo Zexinho, se fosse implantado o ciclo único, muitos alunos teriam que estudar muito longe de casa, professores perderiam o emprego e a qualidade do ensino seria prejudicada. '"Ia ter classe com 50, 60 alunos, e seria impossível para que todos aprendessem já que cada um tem um ritmo de aprendizado", disse.