Servidores fazem manifesto contra terceirização

Servidores fazem manifesto contra terceirização

A advogada Kátia Teixeira Viegas usou da tribuna livre da Câmara Municipal de Franca, na manhã desta terça-feira, para protestar, segundo ela, em nome de um grupo de 200 servidores públicos da Secretaria de Saúde da cidade.

O manifesto foi de encontro a uma possível terceirização dos atendimentos da saúde no município, principalmente nos prontos-socorros municipais, a exemplo do que já ocorreu em administrações anteriores

Kátia afirmou que os servidores discordam do projeto para terceirização e que o ideal seria uma maior valorização da categoria pelo município, ao invés de contratar médicos “de fora”, muitas vezes com rendimentos mais elevados que os concursados.

Os vereadores interagiram com a advogada e disseram que tudo tem que ser avaliado e que não pode haver uma visão fechada a respeito do assunto. “Nem toda terceirização é ruim. Temos exemplos do AME, do Poupatempo e de outros serviços que funcionam bem nesse molde. É preciso avaliar no momento oportuno o que exatamente será feito pelo município”, disse o vereador Corrêa Neves Júnior (PSD).