Mesa Diretora se reúne com diretoria da Sta Casa

Mesa Diretora se reúne com diretoria da Santa Casa

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Franca se reuniu, na manhã desta sexta-feira, com diretores da Santa Casa da cidade, referência regional em atendimentos de alta complexidade para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

Participaram dar reunião o presidente da Câmara de Franca, Donizete da Farmácia (PSDB), o vice-presidente, Carlinho Petrópolis/Farmácia (PMDB), o primeiro-secretário, Ilton Ferreira (DEM0 e o segundo-secretário, Pastor Sérgio Palamoni (PSB).

Representando a Santa Casa estiveram presentes do presidente, José Cândido Chimionato, e os diretores Sidney Oliveira e Tony Graciano.

Por mais de duas horas, foram debatidos assuntos de interesse da população francana, grande parte dela atendida pela Santa Casa e hospitais do Câncer e Coração, todos integrantes do complexo administrado pela instituição centenária.

Foram apresentados dados da Santa Casa, alguns preocupantes, como o excesso de atendimentos. Hoje, são realizados 38% a mais de procedimentos que o contratado, o que contribui para que a entidade trabalhe com déficit o ano todo.

Cada atendimento é custeado, afirmou Chimionato, pelos três entes federativos e pela própria Santa Casa. “A União paga 51% da conta; o Estado banca outros 23%; a Prefeitura entra com 9% e outros 17% sobram para a Santa Casa correr atrás”, disse ele.

Uma das demandas da Santa Casa é que os repasses para a entidade fossem previstos em apenas um projeto de lei, prevendo os valores já para o ano todo. No último ano, os projetos previam períodos trimestrais. “Vamos articular essa solicitação com o Poder Executivo, contando com os demais vereadores”, disse Donizete.

Chimionato explicou a importância dos repasses do município, sem os quais a conta não fecharia. “Somos contratados para fazer 261 partos pelo SUS por mês, mas nossa média é de 381 partos. Se não tivermos essa complementação da Prefeitura, a ajuda da Câmara Municipal e a busca pela entidade na comunidade isso não é possível”, afirmou.

Donizete destacou a transparência da Santa Casa e afirmou que o Legislativo continuará parceiro da instituição. “O que depender dos vereadores, certamente será feito. Embora seja um hospital de alcance regional, a Santa Casa tem, em Franca, 85% dos pacientes. Então seguiremos ajudando”, disse o presidente da Câmara.