Cremesp é favorável à lei das doulas

Cremesp é favorável à lei das doulas

A vereadora Cristina Vitorino (PRB) se reuniu com o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), o médico e ex-vereador Lavínio Camarim, para discutir a implantação da Lei das Doulas em Franca.

Cristina é autora da lei, que estipula o direito às gestantes de contar com os serviços de uma doula durante seu trabalho de parto nas três maternidades de Franca: Santa Casa, Hospital Regional e São Joaquim.

De acordo com a vereadora, Lavínio se mostrou extremamente solícito e se comprometeu a defender a pronta aplicação da lei junto à classe médica. “Toda novidade gera dúvidas e uma certa resistência. Por isso procuramos o Cremesp, para que ele seja o elo entre nós e os médicos”, explicou Cristina. 

Após a aprovação da lei na Câmara e a sanção pelo Poder Executivo, Cristina Vitorino tem percorrido as maternidades de Franca para acompanhar o que tem sido feito para que haja o integral cumprimento.

“Vejo que todos os hospitais estão prontos. Agora, vamos estreitar o relacionamento com os médicos. Fiz questão de levar comigo para a reunião a doula Adelita Monteiro, que é do Conselho Municipal de Saúde, explicar ao presidente Lavínio que, em momento algum, haverá interferência da parte médica. A presença da doula visa à humanização”, explicou a vereadora.

O projeto dá direito à presença da doula, porém, não prevê que a contratação parta dos hospitais e sim das famílias que, até então, não podiam solicitar a presença das mesmas no momento do parto.

A palavra "doula" vem do grego "mulher que serve". Nos dias de hoje, aplica-se às mulheres que dão suporte físico e emocional às grávidas, antes, durante e após o parto.

“Agora vamos articular também ara que seja instalada uma associação de doulas em Franca, de forma que haja treinamento e aumente a oferta destas profissionais na cidade”, afirmou Cristina Vitorino.